Polícia renova apelo para que após a votação, os eleitores se retirem das assembleias de voto

//Polícia renova apelo para que após a votação, os eleitores se retirem das assembleias de voto

A Polícia da República de Moçambique , renova o apelo aos eleitores, para que após a votação, se retirem das assembleias de voto.

O Comandante provincial da PRM em Gaza, Feliciano Chongo, alerta que a corporação não vai tolerar actos que possam perturbar a ordem e tranquilidade públicas durante a votação da terça-feira.

“Não há tolerância. Vamos aplicar a lei que está prevista para este tipo de casos. Por isso que apelamos que facilitem o trabalho da Polícia nesses sítios. Não se dirigirem para os locais de votação embriagados, não tentar exercer outras actividades diferentes daquelas que se realizam naquele local e logo que poderem exercer o seu direito de voto, pudessem se retirar para as suas residências e de uma forma serena aguardarem o anúncio dos resultados”, disse comandante provincial da PRM em Gaza, Feliciano Chongo, declarando tolerância zero a actos que possam perturbar a ordem durante a votação.

Entretanto, as sanções poderão ser estendidas aos agentes da PRM que violarem os princípios da corporação durante a votação, segundo anunciou o comandante distrital da polícia na Manhiça, província de Maputo, José Jofrisse.

“Tem donos que vão pegar nas urnas. A Polícia só está para garantir a segurança, o acompanhamento das urnas até ao local. Já foi dito que as algemas estão para dentro da corporação”, disse José Jofrisse, comandante distrital da Polícia na Manhiça, província de Maputo. ( RA)

By | 2019-10-14T11:01:00+02:00 Outubro 14th, 2019|Notícias|0 comentários

Deixe o seu comentário